Repositório Institucional UNICID Campus Tatuapé Dissertações Mestrado Acadêmico em Educação
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/4108
Tipo: Dissertação
Título: Equidade educacional nos territórios vulneráveis do município de São Paulo
Título(s) alternativo(s): Educational equity in areas of social vulnerability in the city of São Paulo
Autor(es): Rocha, Andreza Maria de Souza
Primeiro Orientador: Ribeiro, Vanda Mendes
Resumo: O objetivo desta pesquisa é verificar se o município de São Paulo ampliou a equidade educacional nos anos iniciais do ensino fundamental, na rede municipal, em relação à aprendizagem de Língua Portuguesa, e como essa situação se verifica nas escolas localizadas em contextos de vulnerabilidade social. Para Dubet (2009), Crahay (2000) e Ribeiro (2014), o princípio de justiça mais adequado às políticas educacionais de educação básica é a igualdade de base/igualdade de conhecimentos adquiridos, um princípio que, segundo Ribeiro (2014), se ajusta à justiça como equidade proposta por Rawls (2003). Em relação à vulnerabilidade social, especialistas apontam que esse fenômeno afeta o desempenho dos alunos (ÉRNICA; BATISTA, 2012; RIBEIRO; VÓVIO, 2017), o que torna complexa a efetivação da justiça como equidade, conforme Pereira-Silva (2016). Esta pesquisa é de caráter quantitativo e, para compreender a evolução da situação de equidade no município de São Paulo e nos seus territórios vulneráveis, foram relacionados um índice de equidade educacional e um índice de vulnerabilidade social (IVS). Para Penninck (2019), a rede municipal de educação de São Paulo ampliou sua capacidade de gerar aprendizagem para todos, inclusive para crianças com menor nível socioeconômico (NSE) e de escolas situadas em territórios vulneráveis. Há indícios de que, considerando diferenças de NSE dos alunos, a rede esteja mais próxima da noção de escola mais justa, em que todas as crianças, independentemente de sua situação de origem social, alcançam o nível de aprendizagem considerada adequada pelo Estado. Corroborando Penninck (2019), esta pesquisa identifica que a equidade nos anos iniciais do ensino fundamental foi ampliada na rede municipal da cidade de São Paulo, independente do IVS, entre os anos de 2011 e 2017. Porém, permanecem os tradicionais gaps entre grupos sociais e local de moradia. Encontram-se em desvantagem os meninos, os negros e os moradores de território vulnerável.
Abstract: The objective of this research is to verify if the city of São Paulo expanded educational equity in the early years of elementary school, in the municipal network, in relation to Portuguese language learning, and how this situation is verified in schools located in contexts of social vulnerability. For Dubet (2009), Crahay (2000) and Ribeiro (2014), the principle of justice most appropriate to educational policies in basic education is the basic equality/equality of acquired knowledge, a principle that, according to Ribeiro (2014), adjusts to justice as equity proposed by Rawls (2003). Regarding social vulnerability, experts point out that this phenomenon affects student performance (ÉRNICA; BATISTA, 2012; RIBEIRO; VÓVIO, 2017), which makes the realization of justice as equity complex, according to Pereira-Silva (2016). This research is quantitative in nature and, to understand the evolution of the equity situation in the city of São Paulo and in its vulnerable territories, an index of educational equity and an index of social vulnerability (ISV) were related. For Penninck (2019), the municipal education network in São Paulo has expanded its capacity to generate learning for everyone, including children with lower socioeconomic status (SES) and schools located in vulnerable territories. There are indications that, considering the differences in the SES of the students, the network is closer to the notion of a fairer school, in which all children, regardless of their social background, reach the level of learning considered adequate by the State. Corroborating Penninck (2019), this research identifies that equity in the early years of elementary school was expanded in the municipal network of the city of São Paulo, independent of the IVS, between 2011 and 2017. However, the traditional gaps between social groups remain. and place of residence. Boys, blacks, and residents of vulnerable territory are at a disadvantage.
Palavras-chave: Equidade educacional
Vulnerabilidade social no território
Ensino fundamental I
Desigualdade escolar
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Universidade Cidade de São Paulo
Sigla da Instituição: UNICID
Departamento: Pós-Graduação
Programa: Programa de Pós-Graduação de Mestrado em Educação
Citação: ROCHA, Andreza Maria de Souza. Equidade educacional nos territórios vulneráveis do município de São Paulo. 2021. 116 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Cidade de São Paulo, São Paulo, 2021.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/handle/123456789/4108
Data do documento: 25-Fev-2021
Aparece nas coleções:Mestrado Acadêmico em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Andreza.pdfDissertação3.29 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.