Repositório Institucional UNICID Campus Tatuapé Dissertações Mestrado Acadêmico em Educação
Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/4259
Tipo: Dissertação
Título: Percepções-narrativas de estagiários de enfermagem sobre a criança hospitalizada
Título(s) alternativo(s): Perceptions-narratives of nursing trainees about the hospitalized child
Autor(es): Silva, Maria Claudia Teixeira de Macedo
Primeiro Orientador: Passeggi, Maria da Conceição Ferrer Botelho Sgadari
Resumo: A teoria dos conceitos do Processo de Enfermagem implica uma nova concepção de pacientes. Considerados anteriormente como indivíduos passivos, eles passam a ser concebidos como pessoas ativas, dotadas de sentimentos e emoções. Nesse sentido, a atuação do profissional de Enfermagem, baseada nas relações humanas, dá ênfase ao processo comunicativo na ação profissional de modo a valorar a ação da pessoa em tratamento, seus direitos e os saberes por ela adquiridos no convívio com o adoecimento. Por essa razão, torna-se cada vez mais necessário que o profissional de enfermagem tenha uma maior compreensão acerca da pessoa hospitalizada de modo a entrelaçar, na interação com ela, saberes teóricos, práticos e interativos, permitindo sobrelevar o pré-julgamento de que a pessoa em tratamento de saúde desconhece questões de saúde e de doença. No caso da criança hospitalizada, ainda que ela tenha direitos legalmente assegurados, os obstáculos tornam-se ainda maiores pela ausência do reconhecimento desses direitos e da legitimidade da sua voz. O objetivo da pesquisa foi, desta forma, investigar a percepção-narrativa de estagiários do Curso técnico e da graduação em Enfermagem sobre sua forma de interagir com a criança hospitalizada. Participaram da pesquisa 3 estagiários do Curso técnico de enfermagem e 3 estagiários da graduação em enfermagem, que haviam concluído a disciplina sobre o cuidado da criança e de adolescentes. Para a constituição do corpus foi utilizada a entrevista narrativa, realizada na plataforma digital Google Meet no período de setembro de 2020 a março de 2021, com a prévia autorização dos participantes. Os resultados das análises revelam que os futuros profissionais têm consciência de suas dificuldades para interagir com a criança hospitalizada. Por esta razão, afirmam criar aleatoriamente estratégias para interagir com ela. Evidencia-se, assim, a lacuna existente no processo de formação de profissionais da enfermagem sobre os modos de interação com a criança hospitalizada e o reconhecimento de seus direitos sociais de atendimento.
Abstract: The theory of concepts of the Nursing Process implies a new conception of patients. Previously considered as passive individuals, they are now conceived as active people, endowed with feelings and emotions. In this sense, the performance of the Nursing professional, based on human relationships, emphasizes the communicative process in professional action in order to value the action of the person undergoing treatment, their rights and the knowledge acquired by them in living with the illness. For this reason, it becomes increasingly necessary for the nursing professional to have a greater understanding of the hospitalized person in order to intertwine, in the interaction with him, theoretical, practical and interactive knowledge, allowing to overcome the pre-judgment that the person undergoing health care is unaware of health and illness issues. In the case of hospitalized children, even though they have legally guaranteed rights, the obstacles become even greater due to the lack of recognition of these rights and the legitimacy of their voice. The objective of the research was, therefore, to investigate the perception-narrative of interns of the Technical Course and of the Nursing graduation about their way of interacting with the hospitalized child. The participants were 3 interns from the Nursing Technical Course and 3 interns from the undergraduate nursing course, who had completed the course on child and adolescent care. For the constitution of the corpus, the narrative interview was used, carried out on the Google Meet digital platform from september 2020 to march 2021, with the prior authorization of the participants. The results of the analyzes reveal that future professionals are aware of their difficulties in interacting with hospitalized children. For this reason, they claim to randomly create strategies to interact with her. Thus, the existing gap in the process of training nursing professionals on the modes of interaction with hospitalized children and the recognition of their social rights to care is evidenced.
Palavras-chave: Criança hospitalizada
Direitos da criança
Educação em enfermagem
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Editor: Cruzeiro do Sul Educacional
Sigla da Instituição: UNICID
Departamento: Universidade Cidade de São Paulo
Programa: Programa de Pós-Graduação Mestrado em Educação
Citação: SILVA, Maria Claudia Teixeira de Macedo. Percepções-narrativas de estagiários de enfermagem sobre a criança hospitalizada. 2022. 155f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Cidade de São Paulo - Unicid, São Paulo, 2022
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.cruzeirodosul.edu.br/jspui/handle/123456789/4259
Data do documento: 24-Fev-2022
Aparece nas coleções:Mestrado Acadêmico em Educação

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Maria ClaudiaTeixeira De Macedo Silva.pdfDissertação2.42 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.